3 fatores que influenciam sua saúde

Tempo de leitura: 13 minutos

“A relação da pessoa com o ambiente em que vive influência sua saúde”

Na atualidade temos nos preocupado, e buscado melhorar nossa saúde e qualidade de vida, mas será que temos nos preocupado em analisar todas as variáveis que interferem em nossa saúde. Diversos são os fatores que têm impacto direto em nossa saúde, e muitas vezes nós nem imaginamos quais são eles. Muitas das vezes os ambientes em que vivemos, seja no trabalho, ou em nosso lar, os mesmos podem não estar contribuindo, ou poderiam ter uma melhor contribuição em nossa qualidade de vida e saúde.

Você sabia que o ambiente onde você vive ou trabalha pode estar te deixando doente? Iluminação, qualidade do ar interno, materiais utilizados na construção, acústica do local e campos eletromagnéticos, tudo têm influência em como você se sente, e na predisposição para desenvolver doenças.

“Viver em um local que não é saudável pode proporcionar diversos transtornos”

Estudos comprovam que o local em que as pessoas residem e trabalham é um fator determinante na saúde. Ambientes com problemas podem desencadear distúrbios do sono, alergias, cansaço, envelhecimento precoce, obesidade, entre outras doenças.

O espaço em que habitamos, trabalhamos e descansamos deve nutrir nossos potenciais, gerando vida e bem-estar. Quando o indivíduo convive em ambientes saudáveis, ele adquire qualidade de vida, disposição, além do aumento da produtividade em atividades cotidianas.

Desta maneira, pensar a relação entre edificações e saúde deve ser uma prática presente nas discussões acerca da qualidade de vida e na construção de edificações em que vivemos, seja para trabalhar ou morar, é este assunto que queremos introduzir neste artigo onde traremos algumas reflexões sobre cidades, locais de trabalho e moradias.

A OMS define a saúde como: “Um estado de completo bem-estar físico, mental e social, e não meramente a ausência de doença.”

CIDADES SAUDÁVEIS

O conceito começou a ter amplitude mundial na década de 90, com a criação de redes de cidades saudáveis. Aquilo que acontece no espaço que as pessoas vivem tem influência sobre a saúde e qualidade de vida delas, então, cidade saudável é aquela que desenvolve políticas públicas que estejam vinculadas aos determinantes principais de saúde e doença, entendendo que esses determinantes não são só biológicos.

Como manter uma vida saudável em cidades, onde as pessoas passam parte do seu dia no trânsito, com acesso à alimentos in natura restrito e a qualidade do ar que é quase sempre ruim? Em casa, nem sempre a situação melhora, pois é preciso lidar com uma habitação pouco ensolarada, de isolamento térmico ruim, sistema de aquecimento nocivo à saúde e saneamento precário. Investir para mudar esses aspectos contribui para melhorar a saúde das pessoas e gera economia ao cofres públicos.

É isso que a Organização Mundial de Saúde (OMS) quer mostrar aos gestores públicos, num processo de convencimento e capacitação. A intenção é ampliar os investimentos em ações de promoção de saúde que vão além dos hospitais e dos consultórios médicos, mexem no cotidiano das cidades, mudam hábitos e condições de vida.

Esse plano da OMS está dentro do conceito de cidades saudáveis, onde ter ambientes urbanos que ofertem serviços e meios para que seus moradores tenham mais saúde. E as ações variam de políticas de saneamento até o incentivo à realização de feiras públicas, tudo pensando nos impactos que cada intervenção na cidade terá para a saúde e a qualidade de vida dos moradores.

Nas cidades o incentivo a ciclovias, calçadas em boas condições e transporte público que geram uma redução do tráfego, o que melhora a qualidade do ar, e incentivo a atividade física, o que contribui para reduzir diversas doenças crônicas.

“Amsterdã é um exemplo, pois na cidade, as bicicletas são usadas como meio de transporte pela maioria dos moradores, o que insere a atividade física no cotidiano”

O sistema BRT adotado por Curitiba nos anos 1970 é apresentado como exemplo de boa prática de transporte público.

Já a poluição do ar é um dos grandes inimigos da saúde, e a OMS destaca que os mesmos benefícios das medidas para melhorar o clima, como a redução das emissões de CO2 e da queima de combustíveis fósseis, poderão ajudar a reduzir casos de doenças pulmonares e cardíacas. Por ano, cerca de 3,3 milhões de pessoas morrem devido a doenças relacionadas aos poluentes do ar.

Em São Paulo a poluição mata duas vezes mais que o trânsito

Conheça mais sobre cidades saudáveis clicando aqui.

Assista abaixo o vídeo sobre Qualidade Interna do Ambiente do Arquiteto Filipe Boni.

EDIFICAÇÕES SAUDÁVEIS PARA SE TRABALHAR

Nos locais de trabalho, para que se possa proporcionar saúde aos colaboradores, deve ser analisados a edificação e o ambiente que ela proporciona. Um ambiente de trabalho saudável é aquele em que os trabalhadores e os gestores colaboram para o uso de um processo de melhoria contínua da proteção e promoção da segurança, saúde e bem-estar de todos os trabalhadores e para a sustentabilidade do ambiente de trabalho.

O ambiente físico de trabalho se refere à estrutura, ar, maquinário, móveis, produtos, substâncias químicas, materiais e processos de produção no local de trabalho. Estes fatores podem afetar a segurança e saúde física dos trabalhadores, bem como sua saúde mental e seu bem-estar.

Confira mais sobre ambiente de trabalho saudável, baixando esse manual de como implementar ações, clicando aqui.

“A riqueza de uma empresa depende da saúde dos trabalhadores”

Reconhecido em 1982 pela Organização Mundial da Saúde (OMS) o imóvel pode ser diagnosticado com a Síndrome do Edifício Doente (SED), quando mais de 20% dos ocupantes apresentam sintomas como dores de cabeça, fadiga e irritação nos olhos, nariz e garganta. Nesses casos, a origem do problema pode estar na concepção do projeto da edificação, principalmente dos sistemas de ar-condicionado, e na falta de planos de manutenção periódica dos equipamentos.

Certificações LEED e WELL

Diante disso e outros fatores, a busca por certificações de edificações no âmbito de sustentabilidade, como a certificação LEED, tem colaborado para a saúde, pois vêm incentivando projetistas e construtores a melhorar a qualidade ambiental dos edifícios produzidos em todo o mundo. As exigências das normas contempladas no processo de certificação, leva em conta questões de conforto ambiental, térmico, visual e qualidade do ar o que traz benefícios diretos aos usuários da edificação, colaborando para sua saúde física e mental.

Resultado de sete anos de pesquisas desenvolvidas por profissionais da medicina, ciências e construção civil, a certificação WELL Building Standard se concentrar exclusivamente na saúde e bem-estar dos ocupantes das edificações.

“Considerando que as pessoas passam cerca de 90% do seu tempo em ambientes construídos, é fundamental avaliar o impacto desses locais em seus usuários”

Lançada em 2014 pelo International WELL Building Institute (IWBI) e administrada em parceria com o órgão certificador Green Building Certification Institute (GBCI), a certificação WELL estabelece requisitos de desempenho em sete categorias: ar, água, alimentação, iluminação, fitness, conforto e mente.

Conheça mais sobre a certificação WELLcertificação LEED, tecnologias sustentáveis e aplicações na construção civil e confira também esta notícia de Sustentabilidade e Conforto Ambiental e Edificações e artigo sobre Edifícios Saudáveis.

Conheça um exemplo de uma edificação saudável para se trabalhar:


Quer receber conteúdos memoráveis sobre engenharia e tecnologia?

Então preencha o formulário abaixo com seu e-mail.

EDIFICAÇÕES SAUDÁVEIS PARA SE MORAR

Assim como devemos procurar ter um local e ambiente de trabalho que contribua para nossa saúde, devemos morar em um local que faça o mesmo. E existem vantagens em se viver numa moradia saudável, que é diminuir e evitar a incidência de alergias, distúrbios do sono, cansaço, envelhecimento precoce e obesidade, que estão entre os padrões e sintomas de saúde que podem ter a causa, o local que você mora.

Ao viver, em um ambiente saudável, você passa a ter mais saúde e disposição, fica menos suscetível a doenças oportunistas, ganhando muito mais qualidade de vida e bem estar.

Dentre os elementos de uma moradia saudável , iremos destacar alguns:

Qualidade do ar interno

Este é um dos temas mais importantes da relação entre a saúde das pessoas e o local em que elas habitam, especialmente quando esse ambiente é fechado.

Contribuem para a poluição do ar interno, de acordo com a Agência de Proteção Ambiental dos Estados Unidos (EPA): Ventilação ineficaz; Posicionamento incorreto da entrada de ar do sistema de ar condicionado; Tabagismo; Contaminantes químicos provindos de materiais de construção e mobiliário interno; Contaminantes químicos provindos de materiais de limpeza; Contaminantes biológicos (fungos e bactérias); Contaminantes químicos provindos de aparelhos de fax, impressoras e fotocopiadoras; Poeira; Compostos tóxicos exalados naturalmente por usuários da edificação.

Luminosidade

Deve-se aproveitar a iluminação mais natural possível, sendo a mesma provinda do sol é responsável pela produção de Vitamina D, cuja a mesma é responsável por diversos fatores de nossa saúde, como, a absorção de cálcio e fósforo,  produção de serotonina, regulação do ciclo circadiano (dia e noite) e que atua diretamente nos estados de bem estar e bom humor humanos.

“O sol é responsável pela produção de Vitamina D, o que traz inúmeros benefícios para a saúde”

Mas a falta de iluminação em determinadas ocasiões também é importante. À noite, permanecer em um quarto escuro, sem iluminações artificiais, é fundamental, já que nosso corpo é adaptado ao ciclo da terra, de dias e noites. Romper esse ciclo, chamado circadiano, faz com que o nosso organismo deixe de funcionar da maneira adequada e assim abrimos o caminho para doenças e mal funcionamento do nosso organismo.

Acústica

Sintomas de irritabilidade, mal humor, estresse e cansaço generalizados, perda de produtividade, assim como distúrbios do sono, podem estar associados à poluição sonora. Buscar uma casa com sons naturais, de pássaros e insetos, sons da natureza é importante, e evitar áreas que possuam grande trânsito terrestre e aéreo é importante para que nosso sono e saúde não seja prejudicada. Mas em muitos casos isso não é possível, por isso o investimento em equipamentos anti-ruídos é fundamental, seja da aplicação de esquadrias com isolamento acústico, bem como mantas acústicas nos pisos e paredes, ao isolamento das tubulações hidráulicas , todos contribuem para um ambiente em que possamos recuperar nossas energias e manter a saúde em dia.

Qualidade da água

Uma água de qualidade, em seus componentes físicos e químicos, é fundamental para um vida saudável. E a água em nossa moradia, não é apenas absorvida pelo nosso organismo apenas quando a bebemos, mas também quando entramos em contato com ela no banho, na torneira, ou através dos alimentos que lavamos antes e comer e que absorvem um pouco daquela água. Por isso devemos nos preocupar com a qualidade da água em nossa moradia, através do uso de filtros de água na entrada junto a concessionária, bem como a limpeza dos reservatórios, a utilização de filtros para consumo, torneiras com ozônio para higienização dos alimentos, são medidas que irão ajudar ao consumo de uma água de melhor qualidade, que contribuirá para nossa saúde.

Paisagismo

As plantas são um dos maiores sinônimos de natureza, e natureza nos remete a uma vida saudável , contribuindo para nossa mente e para o ar que respiramos, pois as plantas possuem papel fundamental na limpeza do ar que respiramos, não apenas na relação oxigênio-gás carbono, presente na fotossíntese, mas também na limpeza de gases tóxicos e compostos orgânicos voláteis (COV’s) emitidos por materiais de construção e decoração.

Selo Casa Saudável

O selo, coordenado pelo Healthy Building World Institute (Instituto Mundial de Construção Saudável), tem como missão assegurar espaços saudáveis que proporcionem bem-estar para a sociedade. Ele é o primeiro certificado mundial para construções, profissionais e produtos da construção que leva em consideração elementos de saúde e bem-estar.

Da concepção à construção, as edificações podem ser planejadas para serem ecofriendly e também seguras para sua saúde. Grande parcela da população passa a maior parte de suas vidas dentro de ambientes fechados, em residências, local de trabalho, shoppings, escolas, universidades ou restaurantes, e garantir que esses ambientes sejam saudáveis é essencial para cuidarmos de nossa saúde de forma preventiva.

Com isso, propõe uma atitude responsável em relação à tomada de consciência sobre as edificações, para eliminar o mal-estar e doenças provocadas por elas.

Conheça um pouco mais sobre o Selo Casa Saudável no vídeo abaixo:

SUSTENTABILIDADE E SAÚDE

Cuidar das pessoas, cuidar do meio ambiente e cuidar dos recursos financeiros. Isto quer dizer sustentabilidade.

“Quando criamos ambientes saudáveis temos a certeza de estarmos criando não apenas pessoas saudáveis, mas um mundo melhor e mais equilibrado”

Conheça um edifício saudável, que mesmo sem certificar, usou princípios saudáveis, e que agrega benefícios como poder trabalhar e morar na mesma edificação:

Acompanhe nossas redes sociais:
▶ Facebook: https://vseng.co/face-blog-eng
▶ Instagram: https://vseng.co/insta-blog-eng

Inscreva-se no canal do parceiro Vieira Santos:
vseng.co/YouTube-VS

 

Comentários

Comentários

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

dezoito + 17 =