Como Elevadores podem reduzir o consumo de energia?

Tempo de leitura: 9 minutos

A busca por eficiência energética nas edificações vem ganhando cada vez mais espaço dentro da construção civil brasileira, pois um dos itens que mais pesam no orçamento do condomínio é o consumo de energia elétrica; E o elevador pode ser fundamental na redução de custos de energia elétrica em edifícios.

Sustentabilidade: elevador é peça-chave na redução de custos de energia elétrica em edifícios!

Segundo o relatório do World Green Building Council (WGBC), o Brasil está entre países que mais possuem obras com certificação LEED. São mais de 1.263 projetos cadastrados , sendo 456 já certificados, e 807 projetos buscando a certificação.

Maior organização mundial para o mercado da construção civil em prol da sustentabilidade, o WGBC também apontou uma redução de custos operacionais ao longo de todo o ciclo de vida dos empreendimentos green buildings.

Este panorama evidencia a importância de se considerar a sustentabilidade no cenário futuro e atual quando se pretende reduzir custos operacionais e valorizar os ativos imobiliários, sendo que a adoção de equipamentos mais eficientes contribuem para isto, como no caso dos elevadores.

Como Elevadores podem reduzir o consumo de energia?

Neste cenário, o elevador tem um papel importante, pois responde por 5% a 15% da energia consumida pelos edifícios, dependendo a edificação, e conta pontos para um edifício obter as principais certificações que atestam se a construção atende aos princípios de sustentabilidade. As novas tecnologias em elevadores podem reduzir o consumo de energia; além de ampliar a capacidade de tráfego e gerar energia para os edifícios, contribuindo ainda mais para redução no consumo total de energia da edificação.

Em média, os elevadores podem economizar até 27% de energia quando comparadas com outras soluções, e reduzir a energia elétrica necessária pela metade. De acordo com as diretrizes de eficiência energética para elevadores, estabelecidas pela Associação de Engenheiros Alemães em 2009 (VDI 4707), as configurações mais eficientes podem economizar até 70% do consumo em um prédio.

Atualmente os elevadores também podem funcionar como geradores de energia. No One World Trade Center, em Nova York (EUA), os 71 elevadores geram uma economia suficiente para alimentar todo o sistema de iluminação do edifício com 104 andares. A solução está no sistema regenerativo, mas o que é isso?

O que é o sistema regenerativo?

É o sistema por meio do qual, o elevador funciona como gerador de energia, convertendo a energia dos elevadores em eletricidade e devolvendo-a para a rede de energia da edificação. Os elevadores costumam se locomover usando energia de uma fonte de alimentação (operação acionada); no entanto, quando eles se locomovem para baixo com uma carga de carro pesado ou com uma carga de carro leve (operação regenerativa), a máquina de tração funciona como um gerador de energia.

Embora a energia gerada durante a operação da máquina de tração seja geralmente dissipada como calor, o conversor regenerativo transmite a energia de volta ao transformador de distribuição e alimenta a rede elétrica no prédio junto com a eletricidade da fonte de alimentação. Além disso, o conversor regenerativo tem o efeito de diminuir as correntes harmônicas.

Elevador em funcionamento consumindo energia
Elevador em funcionamento gerando energia

O sistema regenerativo é capaz de reduzir os gastos com eletricidade em até 75%, se comparado aos sistemas tradicionais, além da redução das emissões de CO2 , cerca de 1400 kg / ano . Trata-se de um sistema, que aproveita toda a energia que seria desperdiçada, permitindo que ela seja aplicada em outros fins.

No Brasil, o Eldorado Business Tower, prédio de escritórios localizado em São Paulo, é uma das referências de eficiência energética com o sistema regenerativo aplicado nos elevadores. Medições feitas pela empresa dos elevadores registraram uma economia de 2194,55 kWh por mês com cada elevador, o que equivale a 35% de economia no consumo de energia.

Cabos de aço ou cintas planas?

Com a proposta de deixar os elevadores mais sustentáveis, sem perder a qualidade, algo que parece simples, mas que fazem bastante diferença, é um elevador sem casa de máquina, com diferencial de substituição dos cabos de aço por cintas planas de aços, revestidas de poliuretado.

Modelo de Cintas Planas de Aço

Assim, as cintas e o fato de não ter engrenagens descarta a necessidade da lubrificação adicional, tornando todo o sistema mais limpo. De acordo com o fabricante, elas também são mais leves, duráveis e silenciosas. Os elevadores equipados com essa tecnologia continuam sendo muito rápidos, se movendo a 2,5 m/s.

“Os elevadores são muitas vezes ignorados, apesar de estarem no cerne de um futuro mais eficiente em termos energéticos para as novas cidades”, é o que afirma Andreas Schierenbeck, CEO da Thyssenkrupp Elevator

Tipos de lâmpadas?

Os tipos de lâmpadas escolhidas para a iluminação da cabina também podem colaborar para redução no consumo de energia pelo elevador. A substituição das lâmpadas convencionais por modelos a LED reduz em 75% o consumo de energia. Alguns elevadores possuem sistema inteligente de economia de energia, ou seja, a iluminação da cabina pode ser desligada total ou parcialmente, quando o elevador fica sem uso, como no período da noite.

Elevadores podem “dormir” ?

Novos projetos de elevadores possuem controladores que acionam modos de “hibernação” ou “sono” em cabinas ociosas, reduzindo assim significativamente a demanda de energia. Isso se dá pelo uso de sensores e softwares internos que entram automaticamente no modo, desligando luzes, ventilação, música e telas de vídeo quando desocupados.

Com uma série de benefícios claros e tangíveis, as soluções para elevadores energeticamente eficientes estão no centro do debate para o desenvolvimento de cidades verdadeiramente sustentáveis.

Controle de chamadas, podem ajudar?

Muito comum entres as pessoas, é o de “chamar” dois ou mais elevadores ao mesmo tempo ou ao apertar os dois botões (o que “chama” para subir e o para descer), aumentando o consumo de energia.

Para evitar o desperdício, pode ser instalado um comando em grupo que elimina a chance de se registrar o chamado em duas botoeiras, ou se optar por um sistema mais eficiente de economia de energia, que é o sistema de antecipação de chamada e destino, que agrupa num mesmo elevador pessoas que vão para o mesmo andar ou próximos, evitando viagens desnecessárias e demoradas.

Isto é feito através de um software de controle de despacho de destino que lida com pedidos de parada de elevador, fazendo menos paradas e minimizando o tempo de espera, reduzindo o número de elevadores necessários, chamadas de elevador personalizadas usadas com controles de despacho de destino que eliminam a necessidade de controles na cabina.

Máquinas de tração, controladores?

As máquinas de tração também estão evoluindo, e nos modelos atuais, com engrenagem ou sem engrenagem, melhoraram o desempenho do motor e, consequentemente, reduzem o consumo de energia do elevador.

Na performance do elevador, um dos componentes mais importantes é o quadro de comando microprocessado com inversor de frequência, o qual é responsável pela reduzam do consumo de energia em até 40% e proporciona melhor desempenho do elevador e conforto aos passageiros, em comparação com os quadros de comando antigos, com réles eletromecânicos.

“Se quisermos atingir as metas de sustentabilidade definidas pelos países e, em última instância, salvar os recursos do planeta, as autoridades e as empresas privadas precisam atuar em colaboração na implementação das mais recentes soluções tecnológicas para oferecer economia de energia real.” Schierenbeck

Nas edificações, elevadores podem reduzir o consumo de energia?

Realmente com a adoção de sistemas e tecnologias apresentados aqui, há uma redução significativa no consumo de energia das edificações. Então realmente vale a pena, analisar as especificações dos elevadores quando da aquisição para um edifício , ou a reforma, pois os resultados podem ser medidos e sentidos no bolso dos condôminos ou proprietário, da edificação.

Um exemplo é o Eurobusiness, onde todos os motores instalados no edifício possuem altos níveis de eficiência, permitindo um uso melhor para a energia empregada nestes equipamentos e os elevadores são equipados com tecnologias abordadas aqui, inclusive o sistema de regeneração, diminuindo o consumo de energia do edifício. Os dados de energia de todos os equipamentos, não apenas elevadores, para o período de medição podem ser vistos abaixo:

Gráfico de Consumo dos Equipamentos no Ed. Eurobusiness

No gráfico , é mostrado que houve uma redução do simulado, que já era para equipamentos eficientes, para a busca da certificação Leed Platinum, e que na operação o consumo dos equipamentos se demonstrou mais eficiente ainda no Ed. Eurobusiness, demonstrado a importância de um bom projeto integrado, simulações, e a medição e verificação durante a operação atestando a eficiência da edificação.

Deixo aqui também um case de modernização de elevador , que demonstra a redução e eficiência no consumo de energia: Case de Modernização de Elevadores por ThyssenKrupp.

Edifícios consomem 40% da Energia Mundial, deste consumo, 10% vem da energia consumida pelo Elevadores. Hoje são mais de 12 milhões de elevadores operando no mundo. Por isso devemos estar atentos a eficiência destes equipamentos para sustentabilidade global.

 

Leia também:
▶ Manutenção em edificações, qual a importância?

Acompanhe nossas redes sociais:
▶ Facebook: https://vseng.co/face-blog-eng
▶ Instagram: https://vseng.co/insta-blog-eng

Inscreva-se no canal do parceiro Vieira Santos:
▶ vseng.co/YouTube-VS

 

Comentários

Comentários

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

vinte − vinte =