Porquê os carros compactos estão sendo produzidos com motor três cilindros?

Tempo de leitura: 6 minutos

Mini Cooper
Imagem: Pixabay

Existe um equívoco muito crescente entre as pessoas de que os motores de 3 cilindros são inferiores aos motores de 4 cilindros. Por isso, acredita-se fortemente que eles são adequados apenas para carros de baixo custo. No entanto, a realidade é totalmente oposta. Os motores de 3 cilindros têm funcionalidades diferentes em comparação com os motores de 4 cilindros, mas não são totalmente inferiores. A Ford usa um motor de 3 cilindros no Ecosport, por exemplo, que de forma alguma é um carro de entrada.

Por essa razão, há algo a ser dito sobre simetria e números ímpares. Enquanto os pares são fáceis de entender, fáceis de dividir e, para o cérebro humano, parecem inteiros, algo ímpar gera desconfiança. E talvez seja por isso que configurações estranhas, como um motor de três cilindros, parecem simplesmente  estranhas. Mas, no caso de automóveis, esse tipo de combinação parece ter chegado pra ficar! 

No que diz respeito ao número ímpar de cilindros, o formato de três pistões foi desprezado por muito tempo no mundo dos carros. Ter cinco cilindros sempre foi considerado sexy (principalmente porque a Audi defendeu esse formato), enquanto o único exemplo em que se podia pensar era até então a versão extensor de alcance do BMW i3. 

No entanto, isso está mudando. Acontece que alguns deles são mais do que apenas adequados – na verdade, alguns deles são preferíveis às alternativas de quatro pistão. Uma vez ridicularizados por terem baixo ruído e alta vibração, os motores de três cilindros estão aparecendo em mais carros atualmente por uma variedade de razões muito boas, como os Hb20, por exemplo. 

Neste post, saiba mais sobre os motores de três cilindros e descubra os motivos que os conduzem a fazer mais com menos! Confira a seguir:

O segredo da turboalimentação em carros compactos

A tecnologia turbo avançou muito a ponto de a cilindrada e a contagem de cilindros de um motor não ditarem necessariamente o quão poderoso ele pode ser. Os turbos são essencialmente bombas de ar que aumentam o volume de ar que um motor pode ingerir, e um motor moderno de três cilindros agora pode ser projetado para ter impulso suficiente para aumentar sua potência até os níveis de quatro cilindros. Mas por que não usar um motor de quatro cilindros maior em primeiro lugar e esquecer a complexidade de um motor de alta potência? Bem, a resposta é simples: três cilindros são mais eficientes e econômicos.

Os motores de três cilindros são leves e compactos 

Ter menos cilindros resulta em um motor que é fisicamente menor e ocupa menos espaço no carro. Isso significa que eles são mais fáceis de embalar em hatchbacks dos segmentos pequenos e leves, mesmo quando você adiciona a massa extra e o encanamento para um três em linha turboalimentado. Por que isso é desejável? Bem, algumas razões. Em primeiro lugar, o espaço já é valioso em carros pequenos, e quanto menor a pegada de um carro que precisa ser ocupada pelo trem de força, mais espaço pode ser liberado para os passageiros. Em segundo lugar, reduzir o peso do motor – normalmente o único componente mais pesado em um carro – significa que há menos massa para motivar e, portanto, uma menor demanda de potência.

Um carro mais leve com um motor menor pode parecer tão rápido quanto um carro mais pesado com um motor maior, essencialmente. É por isso que carros compactos como o Kia Picanto GT ou um Mini Cooper preto parecem tão versáteis. Além do mais é importante ressaltar que um motor mais compacto torna mais fácil para os engenheiros cumprir os regulamentos de segurança em colisões. Hoje em dia, os carros precisam de um certo espaço de esmagamento à frente e acima do motor para torná-lo seguro o suficiente em uma colisão, portanto, um motor pequeno oferece uma vantagem nisso.

Motores de três cilindros são mais baratos de fabricar 

Ter três quartos dos pistões, bielas e válvulas como um motor de quatro cilindros significa que há uma redução proporcional no custo necessário para fabricar um trem de força de três cilindros. A economia não vem apenas da redução da quantidade de metal, mas impacta no bolso do consumidor final, como é o caso do excelente valor do Fiat Argo, por exemplo. A decisão por um motor de três cilindros oferece mais do que número reduzido de operações necessárias para fazer e instalar esses componentes nos chãos de fábrica, como também o tempo da máquina quanto no trabalho humano, e quando você está construindo carros às centenas de milhares de unidades, mesmo uma economia de alguns segundos por motor resulta em um quantidade considerável ao longo de uma execução de produção completa. Como diz o velho ditado, tempo é dinheiro. Isso libera capital para colocar mais tecnologia no carro, usar materiais mais caros ou simplesmente construir o carro com menor custo e entregar um produto com preço mais competitivo.

Os motores de três cilindros são eficientes 

Outro benefício de ter menos peças móveis e menos peso é que os motores de três cilindros são geralmente mais eficientes do que os de quatro cilindros de tamanho equivalente. Menos atrito interno é gerado porque há menos coisas girando e deslizando dentro do cárter, e o peso mais leve do motor significa que menos energia precisa ser gasta para mover a mesma distância. É uma situação em que todos ganham.

Motor de 3 cilindros vs Motor de 4 cilindros: o que os diferencia? 

Por mais óbvio que seja, a principal diferença entre um motor de 3 e 4 cilindros é o número de cilindros. Mas isso não é tudo. Por causa do número de cilindros, um de 3 cilindros tem uma ordem de disparo muito diferente para manter o equilíbrio. No caso de um motor de 4 cilindros, a potência é gerada a cada rotação de 90 graus do virabrequim. Em um cilindro de 3, entretanto, a energia é gerada a cada 120 graus. Devido a tais variações, um motor de 3 cilindros apresenta características drasticamente diferentes em comparação a um motor de 4 cilindros.

Além do mais, um motor de 3 cilindros é muito mais econômico em comparação a um motor de 4 cilindros do mesmo tamanho. Isso se deve a dois fatores primários, perdas por atrito reduzidas e peso mais leve. Como há um cilindro a menos, as perdas por atrito causadas por superfícies de metal que entram em contato com o bloco do motor são menores. Isso basicamente se traduz em mais produção de força com menos combustível. 

Gostou destas dicas sobre os motivos que tornam os carros de três cilindros uma nova tendência mundial? Aproveite que você conheceu esta curiosidade e compartilhe este post em suas redes sociais!


Comentários

Comentários

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

17 + oito =