Plano de manutenção, operação e controle [PMOC]

Tempo de leitura: 4 minutos

Cada vez mais os aparelhos de condicionamento de ar estão presentes em nosso convívio, seja em ambientes residenciais, comerciais, de lazer entre outros, tais aparelhos nos proporcionam um conforto e uma satisfação para realizarmos nossas atividades.

A qualidade de ar em ambientes condicionados é uma ciência que busca uma melhor qualidade de vida, uma vez que passamos 2/3 de nosso tempo em ambientes climatizados (ANVISA, 2000).

Como qualquer equipamento mecânico devemos também considerar as condições tanto de uso quanto de risco dos condicionadores de ar. Quando tratamos do risco à saúde, a atenção deve ser dobrada, já que os aparelhos de climatização interferem na circulação do ar natural, deste modo, manutenções preventivas são de suma importância. A partir deste cenário foi criado o Plano de Manutenção, Operação e Controle (PMOC) que nada mais é que uma medida para monitorar essas manutenções e melhorar a qualidade do ar.

O PMOC foi incentivado após uma tragédia que aconteceu em 1998, o Ministro de Comunicações, Sergio Motta sofria de problemas pulmonares e acabou contraindo a bactéria Legionella pneumophil que levou ao seu falecimento. Essa bactéria foi encontrada nas tubulações de ar condicionado e após isso foi criada a Portaria MS 3.523/1998.

No entanto, a portaria aborda as exigências de limpeza e desinfecção dos sistemas de climatização com capacidade igual ou superior de 60000 Btu/h ou 5 TR (tonelada de refrigeração). As fiscalizações dos sistemas de climatização são realizadas pela Vigilância Sanitária e a falta do PMOC pode acarretar ao estabelecimento multas que podem variar entre R$ 2000,00 e R$ 200.000,00.

Menos da metade das empresas realizam manutenção preventiva ou preditiva em seus sistemas de climatização, embora estudos mostrem que uma boa manutenção pode reduzir os custos de energia ao mesmo tempo que aumenta a vida do equipamento, melhorando o conforto dos ocupantes e aumentando o tempo de atividade.

As manutenções no que dizem respeito aos sistemas de climatização são tão importantes quanto a sua instalação. A falta de comprometimento para com as manutenções e instalações realizadas por pessoal não especializado pode desfazer as preocupações do projeto de climatização. Um PMOC realizado continuamente pode melhorar o desempenho energético do equipamento em até 20%, sem contar a melhora no conforto e na saúde dos ocupantes.

Na maioria dos edifícios comerciais, os sistemas HVAC (Aquecimento, Ventilação e Ar Condicionado) representam entre 30% e 50% do consumo total de energia. A realização correta do PMOC dos sistemas de ar condicionado pode aumentar sua eficiência e uma série de estudos quantificaram as economias de energia da manutenção.

Estabelecimentos que aderirem à obtenção do PMOC estão submetidos a uma série de vantagens, dentre elas;

  • Manutenções periódicas;
  • Carga Térmica dimensionada corretamente;
  • Economia de energia;
  • Reduz gastos com eventuais problemas dos equipamentos;
  • Aumento no conforto térmico;
  • Melhora a qualidade do ar, entre outras.

Por mais que manutenções preventivas nos aparelhos de ar condicionado sejam realizadas, o PMOC prevê algo que em sistemas mais complexos nem sempre são feitas, as limpezas nos dutos. Os dutos devem ser mantidos limpos de poeira, mofo e outros contaminantes para uma boa qualidade do ar interior. Eles também devem ser periodicamente inspecionados por vazamentos, pois isso pode causar perdas de energia alta. Com as manutenções nos dutos é possível realizar com maior precisão medições de desempenho, tais, medições recomenda-se que sejam feitas mensalmente ou trimestralmente afim de obter dados suficientes e identificar o momento que o sistema começa a funcionar irregularmente.

Por fim, o Plano de Manutenção, Operação e Controle nos sistemas de climatização aumenta a eficiência energética, melhora a qualidade do ar, reduz custos que atualmente é um grande desafio para as empresas. Sem contar que a empresa ou estabelecimento fica correto perante a Portaria MS 3.523/1998 estando tranquilo em qualquer fiscalização da Vigilância Sanitária. Com o aumento no número de estabelecimentos utilizando o PMOC incentiva o ramo de P&D (pesquisa e desenvolvimento) de ciências térmicas para desenvolver ferramentas melhores para ajudar proprietários de edifícios e gerentes de instalações em geral.

Comentários

Comentários

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

quinze − dois =